Select Page

The Dark Side of the Moon: Uma obra prima do Pink Floyd

The Dark Side of the Moon: Uma obra prima do Pink Floyd

Esse álbum do Pink Floyd marca uma nova fase da banda já que um dos fundadores, Syd Barrett, deixou a banda por problemas mentais. Um dos grandes diferenciais desse álbum é o uso de efeitos especiais, que para a época eram muito mais complexos. O álbum aborda vários temas, como cobiça, doença mental e envelhecimento, tendo em vista principalmente a saída de Barrett. Logo no seu lançamento foi um sucesso, ficando no topo da Billboard 200 e ainda sendo um dos álbuns mais vendidos dos Estados Unidos, França e Reino Unido, essa obra é considerada um dos melhores álbuns de rock de todos os tempos.

Mais  A arte de James R. Eads com a energia cósmica

“The Dark Side of the Rainbow”

magico de floyd

Uma das maiores curiosidades sobre esse álbum é a sincronicidade com o clássico “O Mágico de Oz”, fato que já foi negado pelos integrantes da banda. A origem começou de forma misteriosa e começou a ser espalhada em 1994, mas só em 1997 que ela tomou proporções mundiais, em 2000, o canal TCN reproduziu “O Mágico de Oz” com uma opção de áudio do álbum. Veja algumas das coincidências:

  • Aos 7m50s, Dorothy canta “Over The Rainbow” até que a cena é cortada bem na hora que começa a música “Time”, coincide com a chegada da bruxa. Os Sinos começam a tocar na música, fazendo parecer o som da bicicleta da bruxa, o clima fica tenso.
  • Aos 15m50s, um tornado começa a destruir com tudo, por “coincidência”, é na mesma hora que começa “The Great Gig In The Sky” (O Grande Espetáculo no Céu).
  • Aos 19m30s, Dorothy abre uma porta e o filme fica colorido, bem na hora que começa “Money”. Seria a porta do filme o prisma da capa do álbum?
  • Aos 42m30s, a batida do coração começa a tocar ao mesmo tempo em que Dorothy bate no peito do homem de lata.
Mais  Artista junta minimalismo e tecnologia para inovar as tatuagens

Escute aqui esse fantástico álbum: