Select Page

The Dark Side of the Moon: Uma obra prima do Pink Floyd

The Dark Side of the Moon: Uma obra prima do Pink Floyd

Esse álbum do Pink Floyd marca uma nova fase da banda já que um dos fundadores, Syd Barrett, deixou a banda por problemas mentais. Um dos grandes diferenciais desse álbum é o uso de efeitos especiais, que para a época eram muito mais complexos. O álbum aborda vários temas, como cobiça, doença mental e envelhecimento, tendo em vista principalmente a saída de Barrett. Logo no seu lançamento foi um sucesso, ficando no topo da Billboard 200 e ainda sendo um dos álbuns mais vendidos dos Estados Unidos, França e Reino Unido, essa obra é considerada um dos melhores álbuns de rock de todos os tempos.

Mais  Artista sírio retrata líderes mundiais na pele de refugiados

“The Dark Side of the Rainbow”

magico de floyd

Uma das maiores curiosidades sobre esse álbum é a sincronicidade com o clássico “O Mágico de Oz”, fato que já foi negado pelos integrantes da banda. A origem começou de forma misteriosa e começou a ser espalhada em 1994, mas só em 1997 que ela tomou proporções mundiais, em 2000, o canal TCN reproduziu “O Mágico de Oz” com uma opção de áudio do álbum. Veja algumas das coincidências:

  • Aos 7m50s, Dorothy canta “Over The Rainbow” até que a cena é cortada bem na hora que começa a música “Time”, coincide com a chegada da bruxa. Os Sinos começam a tocar na música, fazendo parecer o som da bicicleta da bruxa, o clima fica tenso.
  • Aos 15m50s, um tornado começa a destruir com tudo, por “coincidência”, é na mesma hora que começa “The Great Gig In The Sky” (O Grande Espetáculo no Céu).
  • Aos 19m30s, Dorothy abre uma porta e o filme fica colorido, bem na hora que começa “Money”. Seria a porta do filme o prisma da capa do álbum?
  • Aos 42m30s, a batida do coração começa a tocar ao mesmo tempo em que Dorothy bate no peito do homem de lata.
Mais  Tirinhas retratam a beleza dos relacionamentos duradouros

Escute aqui esse fantástico álbum: